Início > Glossário

Glossário

ePING – Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico O uso da arquitetura ePING permite a troca de informações entre diferentes sistemas de TI, sejam eles de governo, empresas, outros países e até mesmo de pessoas. Os padrões são o alicerce para o fornecimento de melhores serviços à sociedade a custos mais baixos, pois permitem o compartilhamento, reuso e intercâmbio de dados e recursos tecnológicos.

Siglas e Termos Técnicos 1

ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas:

publica normas que orientam sobre a preparação e compilação de referências de material utilizado para a produção de documentos e para inclusão em bibliografias, resumos, resenhas, recensões e outros.


ACAP – Application Configuration Access Protocol

(Protocolo de Acesso a Configuração de Aplicação): protocolo Internet para acesso a opções de programa cliente, configurações e informações preferenciais remotamente. É uma solução para o problema de mobilidade de cliente na Internet.


BPMN – Business Process Model and Notation:

padrão, mantido pelo Object Management Group (OMG), que define metamodelo e notação gráfica para modelagem de processos de negócio. Tem por objetivo tornar os modelos de processo facilmente compreensíveis por todos os envolvidos no seu ciclo de análise, implementação, monitoramento e gestão.


Browser (navegador):

é um programa de computador que habilita seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet, também conhecidos como páginas da web. Como exemplo de browser temos o Google Chrome, o Internet Explorer e o Mozilla Firefox.


CONCAR – Comissão Nacional de Cartografia:

órgão colegiado do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, com as atribuições de assessorar o Ministro de Estado na supervisão do Sistema Cartográfico Nacional (SCN), de coordenar a execução da política cartográfica nacional e de exercer outras atribuições nos termos da legislação pertinente.


Criptografia:

Técnica de proteção de informação que consiste em cifrar o conteúdo de uma mensagem ou um sinal, transformando-o em um texto ilegível, por meio da utilização de algoritmos matemáticos complexos.


Diretório:

Serviço que armazena e organiza informações sobre os recursos e os usuários de uma rede de computadores, e que permite os administradores de rede gerenciar o acesso de usuários e sistemas a esses recursos. Além disso, serviço de diretório podem atuar como uma camada de abstração entre os usuários e esses recursos.


Handshake:

Em uma comunicação via telefone, troca de informações entre dois modems e o resultante acordo sobre que protocolo utilizar antes de cada conexão telefônica.


Hashing:

É a transformação de uma cadeia de caracteres em um valor de tamanho fixo normalmente menor ou em uma chave que representa a cadeia original. É utilizada para indexar e recuperar itens em um banco de dados, porque é mais rápido encontrar o item utilizando a menor chave transformada do que o valor original. Também é utilizada em algoritmos de criptografia.


ICP – Brasil:

conjunto de técnicas, práticas e procedimentos, a ser implementado pelas organizações governamentais e privadas brasileiras com o objetivo de estabelecer os fundamentos técnicos e metodológicos de um sistema de certificação digital baseado em chave pública. http://www.iti.gov.br.


IEEE – Institute of Electrical and Electronics Engineers

(Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos): fomenta o desenvolvimento de padrões e normas que frequentemente se tornam nacionais e internacionais.


IETF – Internet Engineering Task Force (Força Tarefa de Engenharia da Internet):

entidade que define protocolos operacionais padrão da Internet, como o TCP/IP.


LAN – Local Area Network (Rede Local):

grupo de computadores e dispositivos associados que compartilham uma mesma linha de comunicação e normalmente os recursos de um único processador ou servidor em uma pequena área geográfica. Normalmente, o servidor possui aplicações e armazenamento de dados compartilhados por vários usuários em diferentes computadores.


Mensageria em Tempo Real ou Mensagem Instantânea:

É um tipo de comunicação que permite que um usuário troque mensagens em tempo real com outro usuário também conectado à rede.


Metadados:

Conhecido como “dados sobre dados” metadados são utilizados para registrar atributos sobre um recurso informacional visando facilitar a recuperação, a gestão, a interoperabilidade, dar suporte à identificação digital e dar suporte ao arquivamento e preservação.


Middleware:

É um termo geral que serve para mediar dois programas separados e normalmente já existentes. Aplicações diferentes podem comunicar-se através do serviço de Messaging, proporcionado por programas middleware.


OGC – Open Geospatial Consortium (consórcio internacional Open Geospatial):

possui a missão de “desenvolver especificações para interfaces espaciais que serão disponibilizadas livremente para uso geral”.


Ontologia:

Na filosofia, ontologia é o estudo da existência ou do ser enquanto ser, ou seja, a maneira de compreender as identidades e grupos de identidades. Na ciência da computação, é um modelo de dados que representa um conjunto de conceitos sob um domínio e seus relacionamentos, ou, mais formalmente, especifica uma conceitualização dele.


Padrão Aberto:

I – possibilita a interoperabilidade entre diversos aplicativos e plataformas, internas e externas;

II – permite aplicação sem quaisquer restrições ou pagamento de royalties;

III – pode ser implementado plena e independentemente por múltiplos fornecedores de programas de computador, em múltiplas plataformas, sem quaisquer ônus relativos à propriedade intelectual para a necessária tecnologia.


Padrão de Metadados:

um padrão de metadados estabelece um conjunto de elementos de metadados para uma comunidade, incluindo a especificação de cada elemento e esquemas de codificação para permitir a interoperabilidade entre os sistemas que utilizam o padrão.


PDCA – Plan-Do-Check-Act (Planejar-Executar-Verificar-Agir):

Ferramenta de gestão da qualidade com foco na melhoria contínua de processos.


REST – Representational State Transfer (Transferência de Estado Representacional).

Técnica de engenharia de software para sistemas hipermídia distribuídos.


RFC – Request for Comments (Solicitação de Comentários):

documento formal da IETF, resultante de modelos e revisões de partes interessadas. A versão final do RFC tornou-se um padrão em que nem comentários nem alterações são permitidos. As alterações podem ocorrer, porém, por meio de RFCs subsequentes que substituem ou elaboram em todas as partes dos RFCs anteriores.


Sistemas de Organização do Conhecimento:

Segundo o documento de referência do W3C, são considerados sistemas de organização do conhecimento os tesauros, esquemas de classificação, listas de assuntos, taxonomias, e outros tipos de vocabulários controlados.


Software as a service (SaaS) ou Software como serviço:

Software as a service (SaaS) ou Software como serviço:


Storage (armazenamento):

o ato de armazenar informações em algum dispositivo físico. Um dispositivo de armazenamento é um hardware capaz de armazenar uma quantidade considerável de informação. (Wikipedia)


Taxonomia para Navegação:

É um vocabulário controlado de termos e frases, organizado e estruturado hierarquicamente, de acordo com relações naturais ou presumidas, objetivando facilitar aos usuários de sítios e portais da Internet a descoberta de informação através da navegação.


TIC:

Tecnologia da Informação e Comunicação


W3C – World Wide Web Consortium (Consórcio da Rede Mundial Web):

associação de indústrias que visa promover padrões para a evolução da web e interoperabilidade entre produtos para WWW produzindo softwares de especificação e referência.


WAN – Wide Area Network (Rede de Grande Área):

Rede de computadores que abrange extensas áreas geográficas como um estado, um país ou um continente.


Web Services:

Aplicação lógica, programável que torna compatíveis entre si os mais diferentes aplicativos, independentemente do sistema operacional, permitindo a comunicação e intercâmbio de dados entre diferentes redes.


Fontes:

1 Microsoft Press. Dicionário de informática. Tradutor e consultor editorial Fernando Barcellos Ximenes – KPMG Peat Marwick. Editora Campos Ltda, 1993. ISBN 85-7001-748-0.

Thing, Lowell (ed.). Dicionário de Tecnologia. Tradução de Bazán Tecnologia e Linguística e Texto Digital. São Paulo: Futura, 2003. ISBN 85-7413-138-5.

eMAG Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico consiste em um conjunto de recomendações a ser considerado para que o processo de acessibilidade dos sítios e portais do governo brasileiro seja conduzido de forma padronizada e de fácil implementação. O eMAG é coerente com as necessidades brasileiras e em conformidade com os padrões internacionais. Foi formulado para orientar profissionais que tenham contato com publicação de informações ou serviços na Internet a desenvolver, alterar e/ou adequar páginas, sítios e portais, tornando-os acessíveis ao maior número de pessoas possível.

Atributo

Os atributos servem para definir uma propriedade de um elemento (X)HTML.


Folhas de estilo ou CSS (Cascading Style Sheets)

Representam uma linguagem de estilização, ou seja, utilizada para definir a apresentação visual de uma página. Assim, enquanto o conteúdo de um site encontra-se no HTML, a formatação é feita através das folhas de estilo, separando-se, dessa forma, as camadas lógicas.


HTML (Hyper Text Markup Language)

É uma linguagem de marcação utilizada para produzir páginas da Web.


Leitor de tela

Esses softwares interagem com o sistema operacional, capturando as informações apresentadas na forma de texto e transformando-as em resposta falada através de um sintetizador de voz. Para navegar utilizando um leitor de tela, o usuário faz uso de comandos pelo teclado.


Navegador

São os softwares utilizados para acessar, consultar e interagir com o material publicado na Web. Como exemplos, podemos citar o Internet Explorer, o Mozilla Firefox, o Google Chrome, o Safari, entre outros.


Tags

São os comandos no HTML. Existem as tags de abertura () e as de fechamento (). O conteúdo de cada comando é inserido entre uma tag de abertura e uma de fechamento.


Tecnologia Assistiva

Refere-se ao conjunto de artefatos disponibilizados às pessoas com deficiência, que contribui para prover-lhes uma vida mais independente, com mais qualidade e possibilidades de inclusão social. O propósito dessas tecnologias reside em ampliar a comunicação, a mobilidade, o controle do ambiente, as possibilidades de aprendizado, trabalho e integração na vida familiar, com os amigos e na sociedade em geral.

Abertura de Crédito Adicional

Decreto do Poder Executivo determinando a disponibilidade do crédito orçamentário, com base em autorização legislativa específica.


Ação Governamental

Conjunto de operações, cujos produtos contribuem para os objetivos do programa governamental. A ação pode ser um projeto, atividade ou operação especial.


Adiantamento de Numerário

Instrumento de execução ao qual pode recorrer o ordenador de despesas para, por meio de servidor subordinado, realizar despesas que, a critério da administração e consideradas as limitações previstas em lei, não possam ou não devam ser realizadas por via bancária.


Adjudicação

Procuração dada a uma terceira parte, um agente fiduciário, que passa ter amplos direitos de liquidar seus ativos para satisfazer as reivindicações de credores. No processo licitatório, é a manifestação oficial pela proposta mais vantajosa.


Administração Direta

O governo executa suas ações por meio de sua Administração Direta e Indireta. A Administração Direta engloba os órgãos que integram a União, os Estados, o Distrito Federal ou Municípios com a atribuição de executar os serviços de interesse público. No âmbito Municipal está o Gabinete do Prefeito e suas respectivas Secretarias, como a Secretaria de Educação, Saúde, Finanças etc.


Administração Financeira

É a atividade de administrar os recursos públicos ou privados.


Administração Indireta

Conjunto de entidades públicas dotadas de personalidade jurídica própria, compreendendo: autarquias, empresas públicas, sociedades de economia mista, fundações públicas.


Administração Pública

É a atividade que o Município desenvolve, através de atos concretos, para atender direta, imediata e ininterruptamente os interesses públicos, visando a satisfação das necessidades coletivas. As funções básicas da Administração Pública são: segurança, educação, saúde, habitação, transporte e saneamento.


Administração Tributária

É a atividade da administração pública realizada pelas secretarias de fazenda ou finanças nos Estados e municípios e, no âmbito da União, pela Secretaria da Receita Federal e INSS, voltada ao gerenciamento da área tributária (tributação, fiscalização e arrecadação).


Administrador Público

Pessoa encarregada pela gestão de negócios públicos.

ACORDO JUDICIAL

Registro dos valores onde as partes no processo, autor e réu em comum acordo, decidem por fim ao litígio através de um pedido encaminhado ao Juiz da causa.